Um livro sobre gestão de diversidade que vale a pena ler

Um livro sobre gestão de diversidade que vale a pena ler

Lançado em 2019, pela editora Senac SP, a nossa dica de leitura sobre gestão da diversidade é o livro “Gestão de pessoas: práticas de gestão da diversidade nas organizações” que reúne textos, reflexões e pesquisas para traçar um retrato da diversidade nas empresas e possíveis caminhos para uma gestão inclusiva.

Gestão de pessoas: práticas de gestão da diversidade nas organizações é um dos poucos livros em português (pelo menos que conhecemos), que trata o tema com um pouco mais de profundidade e também sugere ações para promover a inclusão de pessoas de grupos minorizados, que sofrem com a discriminação, o preconceito e as diversas barreiras visíveis e invisíveis que prejudicam o desenvolvimento de suas carreiras e sua realização profissional.

Para quem esse livro é indicado

Todas as pessoas que queiram se aprofundar um pouco mais nos temas da diversidade. Cada capítulo é dedicado a um pilar da diversidade representado questões relacionadas a grupos minorizados como LGBTQIAP+, profissionais com mais de 45 anos, diversidade religiosa, mulheres, pessoas negras e pessoas com deficiência. Também tem capítulos mais generalistas sobre gestão da diversidade, políticas públicas e desenvolvimento social.

Por que achamos que você deveria ler

  • Por causa dos conceitos importantes sobre ações afirmativas.
  • Pelas referências de pesquisa e dados sobre o cenário de desigualdade do nosso país.
  • Pelo contexto histórico sobre o tema, desde movimentos políticos e sociais da década de 1960 até os dias de hoje.
  • Por causa dos cases de empresas e o DiversityInc, um ranking das principais empresas e suas posturas frente à diversidade, disponível em https://www.diversityinc.com/diversityinc-top-50-2022/
  • Pelo questionário reverso de Mickens (1994) que ajuda no exercício de empatia e na compreensão de que a heterossexualidade não é universal.
  • Por causa das previsões para o futuro baseada em dados, como a de que em 2040, aproximadamente, 57% da população ativa no Brasil terá mais de 45 anos de idade (IBGE).
  • E, também, pelas reflexões sobre equidade de gênero e sobre barreiras artificiais e invisíveis, que impedem as mulheres de crescerem profissionalmente.
  • Nos mostra como o racismo é dissimulado, disfarçado e silencioso no Brasil. E que as mulheres negras são mais vulneráveis, invisibilizadas, hipersexualizadas e restritas aos subempregos.
  • Traz um panorama de documentos e compromissos globais que mostram evolução no tratamento dado às pessoas com deficiência, que foi do paradigma da segregação ao modelo da inclusão.

Muito conteúdo bacana, não é? Bom, fica aí a dica de leitura da equipe causadora!

Ah, também aceitamos indicações de leitura sobre gestão da diversidade. Se souber de algum livro legal manda pra gente, ok? E se você se interessa pelo tema, conheça também os livros lançados pela Santa Causa em blogstacausa.com.br/ebooks

Boa leitura!