Os direitos humanos são para todos e todas

Os direitos humanos são para todos e todas

A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi proclamada em 1948. Você conhece a história dela e a importância para o mundo contemporâneo? Leia este artigo e descubra.

Como já contamos no blog, nesta terça-feira (10), a Santa Causa vai receber pelo segundo ano consecutivo o Selo Municipal dos Direitos Humanos e Diversidade da Prefeitura de São Paulo, cidade onde nossos causadores moram.

Na mesma data, a Organização das Nações Unidas (ONU) celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos, quando se comemora os 71 anos de sua Declaração Universal.

Mas você sabe a importância que esse dia tem para o mundo contemporâneo? É sobre esse assunto que vamos conversar neste artigo do blog da Santa Causa. Bora lá?

Quem gosta de História Geral e se lembra das aulas na escola já percebeu que a Declaração foi anunciada alguns anos depois do fim da Segunda Guerra Mundial, um dos motivos que deu origem à própria ONU, em 1945.

Marco na busca pela paz depois das duas grandes guerras, o documento reconhece que todos nascemos livres, iguais e dignos, sem qualquer restrição.

Mas por que ele afirma isso? Porque até então qualquer diferença, como etnia, cultura, gênero, deficiência, além de razões sociais e econômicas, podia ser motivo para a morte.

Então, dá para imaginar o quanto a Declaração já influenciou as decisões de diplomacia internacional nas últimas décadas, mesmo com alguns países passando por conflitos internos e externos que ignoraram o documento na prática.

Mas, já em 1948, a Declaração dos Direitos Humanos  recebeu a primeira complementação. De acordo com a própria ONU, foi criada a Convenção para a Prevenção e Repressão ao Crime de Genocídio, quando ocorre a destruição de povos e populações.

O documento passou a fazer parte da Declaração logo em seguida. Além dela, foram proclamadas mais algumas convenções que a integram, entre elas:

  • Convenção Internacional sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial (1965),
  • Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres (1979),
  • Convenção sobre os Direitos da Criança (1989) e;
  • Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (2006).

Cabe explicar aqui que essas convenções tratam de desafios específicos dessas parcelas da população e que muitas vezes se cruzam, pois uma pessoa pode ter mais de uma dessas características.

Direitos Humanos no Brasil

Embora a Declaração tenha um impacto global, ela não trata apenas de conflitos internacionais. O Brasil é signatário da Declaração Universal dos Direitos Humanos desde que ela existe, mas por muitas vezes a descumpre, como foi o que aconteceu durante a Ditadura Militar (1964 a 1985), com casos comprovados de sequestros, torturas e assassinatos de centenas de brasileiros.

 Entretanto, não custa lembrar que princípios foram reafirmados pela Constituição Federal, em 1988, que buscava a instalação de um Estado de bem-estar social.

Existem inúmeros exemplos de onde os direitos humanos foram colocados à prova no Brasil, mas não apenas de responsabilidade do Estado, mas também de todos quando tratamos da falta de respeito à liberdade do outro.

 Direitos Humanos e a Santa Causa

Como você já deve ter percebido, os direitos humanos é o que nos move na Santa Causa. Levamos a sério o ditado popular: “O seu direito termina quando começa o direito dos outros”. Por isso, acreditamos que as diferenças precisam ser consideradas e principalmente respeitadas.

Nossos projetos, como o Job4All e o curso online Contratação de pessoas com deficiência e gestão inclusiva, além dos que ajudamos nossos parceiros a construir, têm como base o reforçar e garantir os direitos humanos.

Fazemos isso de um jeito muito simples: com empatia. Ao nos colocarmos no lugar do outro, praticamos o respeito e entendemos melhor como podemos ajudar.

Você também pode causar em prol dos Direitos Humanos. Aproveite essa semana para falar para seus familiares e amigos o que motivou a criação dessa data e porque ela é tão importante para todas as pessoas!

Para saber mais sobre nossos métodos, acesse: Diagnóstico de Inclusão e Diversidade ou adquira o curso: Contratação de pessoas com deficiência e gestão inclusiva ou ainda conheça nossos ebooks, que tem download gratuito.

Para acompanhar mais sobre nossos projetos, nos siga nas redes sociais.